Blog de Gueverson
   O Comandante leproso

Naamã (PARTE 1)

2º Reis 5 v.14: “Então desceu, e mergulhou no Jordão sete vezes, conforme a palavra do homem de Deus; e a sua carne tornou-se como a carne de um menino, e ficou purificado.”
Trata-se da história de um homem, comandante do exército da Síria, que detinha muito respeito pois por ele Deus dera livramento aos Sírios. Diz-nos as escrituras que era um homem valoroso mas LEPROSO.
Certamente essa deplorável situação lhe era desfavorável já que uma pessoa leprosa era considerada imunda (Lv. 13 v. 2-3).
Este homem tinha muitas qualidades mas seu “defeito” o tornava um homem quase que desprezível. Certamente essa situação o deixava constrangido muitas vezes.
Tinha como serviçal uma menina israelita que falou acerca de um homem, profeta, que estava em Samaria o qual lhe podia restaurar a lepra.
Foi então Naamã até a terra de Israel com carta do rei da Síria direcionada ao rei de Israel dizendo que curasse aquele homem. O rei rasgou suas vestes em sinal de humilhação e pensou que a carta era um aviso de que queria conflito.
Entra em cena Eliseu, o HOME DE DEUS (II Rs. 5 v.8). Ele simplesmente disse a Naamã, por intermédio de um mensageiro que o mesmo mergulhasse sete vezes no Jordão.
Em um primeiro momento ele hesitou em assim fazer. Mas depois foi até o Jordão, mergulhou as sete vezes e ficou curado (II Rs. 5 v.14)
Dessa história que a Bíblia relata podemos tirar muitas lições:
1) de nada serve ser “GRANDE” para os homens se há defeitos na vida. Uma ilustração: um lençol branco tendo uma pequena mancha só é visto pela mancha;
2) Em tudo há um propósito de Deus – a menina de Israel que foi levada como escrava, aparentemente, era uma afortunada. Mas ali ela foi usada por Deus e testemunhou acerca do poder miraculoso do Deus de Israel por intermédio do profeta que havia em sua terra;
3) Em terceiro lugar destaca-se a atitude de Naamã que deu ouvidos ao que disseram seus servos indo mergulhar no Jordão. Nota-se uma posição de humildade que devemos tomar, principalmente quando estamos em situação difícil.
Ouvir e analisar o que os outros tem-nos a dizer.

Ao final da história o comandante do exército da Síria foi presenteado pelo General dos Generais com a cura e a purificação de sua lepra.
ALELUIA!


Escrito por Gueverson às 19h33
[] [envie esta mensagem] []


 
   O Tempo de Deus

Texto base: ECLESIASTES 3

“Tudo tem um tempo determinado, e há tempo para todo o propósito debaixo do céu.”

 

Texto auxiliar: S. JOÃO 11 v.6

“ Ouvindo, pois, que estava enfermo, ficou ainda dois dias no lugar onde estava.”

 

Nos textos lidos observamos a vontade de Deus manifestada no seu tempo. Em Eclesiastes o escritor é categórico ao afirmar “Tudo tem um tempo determinado...”, ou seja, já há um tempo, um momento determinado pelo SENHOR DO UNIVERSO para que cada coisa aconteça. Muitas vezes não entendemos o não acontecer de algo quando queremos. Não entendemos que para Deus há um tempo determinado a que esse algo aconteça e nosso desespero leva-nos a crer que Deus não nos ama.

Mas no segundo texto vemos o contrário: Jesus soube que seu amigo Lázaro estava doente. Amigo este que Ele (Jesus) amava (v.3, v. 5 e v. 36 ), e que tinha duas irmãs que também eram amadas por Jesus.

O mestre ainda disse: “...esta enfermidade não é para morte, mas para glória de Deus, para que o Filho de Deus seja glorificado por ela”.

O milagre não aconteceu no momento em que Marta (v. 21) e Maria queriam e nem por isso Ele não amava a Lázaro.

Jesus ainda afirmou: “

Diz a Palavra de Deus que Ele ainda ficou dois dias no lugar em que estava. Depois desses dois dias Jesus retornou à Judéia e, chegando ali Lázaro havia sucumbido. Ali operou um grandioso milagre que todos conhecemos (v. 43 e 44).

O poder de Deus foi manifesto na hora em que queria. O agir de Deus foi no momento certo sendo, assim, glorificado pela multidão que ali estava e creram Nele (v. 45).

Muitas vezes pensamos e, até reclamamos, dizendo que Deus está demorando a agir em nós. Mas Ele chega no momento Dele. Quando Ele quer. No momento certo. E Ele sabe qual é o momento certo. Não chega antes e nem depois. É na hora certa. No momento determinado por Ele, como diz o versículo:

“E Deus não fará justiça aos seus escolhidos, que clamam a Ele de dia e de noite, ainda que tardio para com eles?”

Lucas 18.7



Escrito por Gueverson às 19h21
[] [envie esta mensagem] []


 
  [ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]  
 
 
HISTÓRICO



OUTROS SITES
 UOL - O melhor conteúdo
 BOL - E-mail grátis


VOTAÇÃO
 Dê uma nota para meu blog!